Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2017 > PGFN em atuação conjunta com outros órgãos realiza operação de combate à sonegação fiscal em Minas Gerais
conteúdo

noticias

PGFN em atuação conjunta com outros órgãos realiza operação de combate à sonegação fiscal em Minas Gerais

publicado: 20/10/2017 06h00, última modificação: 06/04/2018 16h29

PGFN em atuação conjunta com outros órgãos realiza operação de combate à sonegação fiscal em Minas Gerais

PGFN, Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal realizam operação conjunta de combate à sonegação fiscal, evasão de divisas e lavagem de dinheiro em Minas Gerais

A Polícia Federal de Uberlândia cumpre nesta manhã, nas cidades de Uberlândia e Patos de Minas, 10 mandados de condução coercitiva expedidos pela Justiça Federal de Patos de Minas/MG.

O objetivo da operação é a apuração de práticas criminosas utilizadas por integrantes de grupo econômico familiar para ocultação patrimonial, tais como fraude à execução, sonegação fiscal, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Desdobramento da Operação Asteca, o presente trabalho tem como referência as diretrizes implementadas pela Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e Lavagem de Dinheiro.

Naquela ocasião, após o cumprimento de mandados de busca e apreensão, foram identificados bens no exterior de propriedade dos investigados não declarados à Receita Federal do Brasil, tais como uma empresa, um apartamento, depósitos em contas no exterior e um veículo de luxo. Além dos bens no exterior, foram encontradas obras de arte de renomados artistas e uma adega luxuosa, com bebidas avaliadas em até R$10.000,00 a unidade.

O Procurador Seccional da Fazenda Nacional em Patos de Minas, Luiz Felipe Corrêa Moreira, destaca a integração entre os órgãos envolvidos para o sucesso do trabalho: “A perspectiva dos sonegadores mudou. As estratégias utilizadas para ocultação patrimonial tomaram horizontes internacionais e, para enfrenta-las, se faz imprescindível o trabalho conjunto entre os diversos órgãos estatais encarregados de coibi-las”.

Os valores sonegados alcançam aproximadamente R$ 150.000.000,00.

pf - interna 2...

pf - interna 3