Você está aqui: Página Inicial > Notícias > 2008 > Operação Fantasma combate fraudes em licitações e sonegação fiscal no Rio
conteúdo

noticias

Operação Fantasma combate fraudes em licitações e sonegação fiscal no Rio

publicado: 24/01/2008 12h25, última modificação: 11/11/2010 12h17

Agentes da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro realizam hoje (24) a Operação Fantasma em 17 municípios do estado. A ação envolve 170 agentes da Delegacia de Repressão às Ações do Crime Organizado (Draco) e promotores. No total, devem ser cumpridos 28 mandados de prisão contra políticos, secretários municipais e empresários acusados de fraudes em licitações públicas e sonegação fiscal.

Até agora, 12 pessoas estão detidas na Polinter, localizada na região portuária no centro do Rio de Janeiro. Segundo informações do Ministério Público, foram presas vinte pessoas ao todo. A operação prossegue durante todo o dia.

A secretária de Fazenda do município de Magé, Núcia Cozzolino, irmã da prefeita Núbia Cozzolino, e o seu irmão Charles Cozzolino estão foragidos até o momento. A ex-secretária da prefeita, Renata Tuller, ainda não foi encontrada.

Policiais também cumpriram 60 mandados de busca e apreensão. Entre o material apreendido na operação estão sacolas de documentos e computadores. Além disso, uma moto avaliada em R$ 50 mil e um carro avaliado em R$ 70 mil foram apreendidos. Os veículos, segundo a Polícia Civil, seriam do motorista da prefeita, que também está preso.

Segundo o Ministério Público, ainda não há uma estimativa do prejuízo aos cofres públicos. O balanço final da operação será divulgado ainda hoje.

FONTE: AGÊNCIA BRASIL - 24/01/2008